IN(opeRA)VEL - FIO: Festival Informal de `Ópera

18/09/2021
...

Maurice Ravel, 53, desafiado por Ida Rubinstein a compor um fandango, devolve-lhe um bolero. Nos anos seguintes vai perdendo os gestos e a fala. Em 1935 morre sem palavras. Anne Adams, 53, ouvindo compulsivamente Ravel, pinta o quadro Unravelling Bolero. Aos 60, é-lhe diagnosticada afasia progressiva primária. Em 2007 morre sem palavras.

Sara Ross, composição

Tiago Schwäbl, libreto

Joana Providência, encenação

Nataliya Stepanska, soprano

Tiago Matos, barítono

Ensemble: Afonso Palha, flauta transversal; Nuno Matos, trompa; Vítor Castro, percussão;Teresa Barros, harpa; Matilde Loureiro, violino; Tiago Mendes, violoncelo

Bilheteira aqui

Apoios: Direção Geral das Artes; Município de Braga; Associação Novaterra; Associação Prado; Cerejeira Fontes Arquitectos; Conservatório Calouste Gulbenkian de Braga; Gnration; Grupo Casais; Museu dos Biscaínhos/DRCN; Museu Nogueira da Silva; Santa Luzia Art Hotel; Teatro do Bolhão; Trofa Saúde Braga Centro; Universidade do Minho

Visto 17 vezes